23 Agosto 2018
Compra a partir de canais online de venda deverá crescer nos próximos anos. Realidade abrirá caminho para as embalagens inteligentes


Esqueça as áreas de check-out dos supermercados tradicionais ou embalagens que ofereçam pouca possibilidade de interação com o consumidor. A digitalização associada à conectividade de diferentes pontos dentro da cadeia de distribuição levará a indústria de alimentos e bebidas a novos patamares, indica o estudo Tetra Pak Index deste ano. Segundo a pesquisa, dentro dos próximos cinco anos o supermercado online avançará em ritmo acelerado, colocando a embalagem em posição central dentro da estratégia de negócio dos players que investirem no canal digital de vendas.
 

No mundo, o supermercado online movimenta, atualmente, US$ 44,5 bilhões, com projeção de crescimento de 17,4% até 2022. No Brasil, as vendas pelo canal registram US$ 75 milhões, com participação de 0,2% quando relacionado aos demais canais de compra. Até 2022, a expectativa é que o canal avance 6,5% no País. 
 
“A expansão do supermercado online representa uma grande oportunidade para as marcas. Diante disto, a embalagem inteligente será uma ferramenta importante ao ajudar a promover mais transparência e eficiência dentro da cadeia de suprimentos, ao mesmo tempo em que abrirá novas possibilidades de interação e comunicação com o consumidor”, explica Alexandre Carvalho, diretor global de Serviços de Marketing da Tetra Pak.

A partir da introdução de códigos únicos de identificação, já é possível rastrear cada embalagem individualmente, criando uma espécie de histórico sobre cada um dos processos ao qual ela e o produto em seu interior foram submetidos. Com posse das informações, varejistas podem rastrear mercadorias em qualquer etapa do seu ciclo de vida e elevar o controle e segurança de cada item. 

Em paralelo, a rastreabilidade ajuda as marcas atuando no ambiente online a trafegarem dentro de complexas redes de logística e a acelerarem o ritmo de entregas, ponto que será crucial para o supermercado online. Segundo o Tetra Pak Index, a modalidade de consumo dará origem às entregas super rápidas (concluídas em até dez minutos após o pedido).

Embalagem como fonte de insights

Em todo o mundo, a Tetra Pak possui mais de 30 projetos focados em embalagens inteligentes operando em diferentes estágios. Na Arábia Saudita, um dos projetos conduzidos pela empresa foi diretamente responsável por identificar uma região com elevado nível de consumo, porém com pouca distribuição de produtos. Códigos únicos foram introduzidos às embalagens de um dos clientes da marca. Uma vez escaneados em smartphones e demais dispositivos móveis, os códigos davam acesso a uma promoção exclusiva.

“Com a promoção iniciada, notamos que muitos dos escaneamentos ocorriam em uma região do país onde a distribuição do produto era limitada, o que nos fez perceber que muitas pessoas deveriam estar efetuando a compra em outros locais e escanceando o código somente ao chegar em casa. Ao levar este dado ao nosso cliente, pudemos orientá-lo a melhorar a distribuição do produto naquela região e atender a uma demanda até então reprimida”, revela Carvalho.

Por outro lado, para o consumidor as embalagens inteligentes criam um novo canal de comunicação com as marcas, abrindo caminho para formatos de interação mais diretos, personalizados e transparentes.  Por exemplo, a aproximação de smartphones às embalagens poderá levar ao consumidor informações únicas daquele produto e/ou alinhadas ao seu perfil de consumo, como origem das matérias-primas e fatos nutricionais, receitas em acordo com o seu gosto, além de permitir acesso a promoções exclusivas.

O Tetra Pak Index é um estudo exclusivo realizado anualmente pela Tetra Pak como modo de identificar e antecipar tendências de consumo em todo o mundo. A íntegra da pesquisa pode ser acessada gratuitamente aqui.

SAIBA MAIS

CONHEÇA MAIS TENDÊNCIAS PARA A INDÚSTRIA DE ALIMENTOS E BEBIDAS

Grandes tendências para a indústria de alimentos
Por que as marcas devem engajar os seus fã
<< Voltar