22 fevereiro 2019

Novos ingredientes aliam benefícios nutricionais à redução de açúcar. Confira novos rumos para onde a indústria tem caminhado
Em novembro, o governo brasileiro anunciou o acordo estabelecido com a indústria para a redução de 144 mil toneladas de açúcar em alimentos industrializados até 2022 - o que na prática representará a reformulação de cinco categorias: bebidas açucaradas, produtos lácteos, achocolatados, biscoitos e bolos e misturas. Diante das novas exigências do mercado consumidor, a mudança surge como um passo natural para a indústria, visto que a saudabilidade é um aspecto que pesa cada vez mais na decisão de compra do brasileiro. Mas em termos de oportunidades, quais as portas que se abrem aos fabricantes?
 
Estudo da consultoria de mercado Euromonitor indica que o faturamento da linha de alimentos saudáveis no Brasil saltou de R$ 13 bilhões em 2012 para R$ 19 bilhões em 2017, o que representa um aumento de 46% no período. Segundo o levantamento, em 2022 a expectativa é que alimentos enquadrados na linha de saudáveis, que contempla aqueles com redução de açúcar, sódio e gordura, gerem uma renda de R$ 21 bilhões ao País.
 
Na categoria de bebidas, também devem registrar expansão os sucos 100%, com previsão de saltar de um faturamento de R$ 170 milhões em 2017 para R$ 311 milhões em 2022.
 
“A indústria está sensível às mudanças e à necessidade de adaptação de formulações por opções com menos açúcar. Temos recebido um número expressivo de consultas dos nossos clientes”, revela José Muller, gerente da planta piloto da Tetra Pak. No local, fabricantes podem testar novas formulações em escala reduzida, sem necessidade de parar as suas fábricas e chegando a resultados que depois serão replicados em escala industrial. “Junto aos nossos clientes temos desenvolvido formulações que respondem aos novos desafios e que, paralelamente, incorporem às receitas ingredientes mais saudáveis”, complementa.
 
Dentre algumas das opções testadas na planta piloto estão formulações de bebidas que equacionem redução de açúcar com a adição de ingredientes ricos em vitaminas, proteínas e substâncias antioxidantes, como frutas e vegetais. Nessa esteira, estão desde a utilização de substitutos à sacarose até a adição de sucos de frutos naturalmente adocicados, como maçã e caju, que ao mesmo tempo em que mantêm o dulçor da bebida incorporam a ela importantes ganhos funcionais.
 
“Conforme avançamos em testes com os nossos clientes, também temos caminhado para o desenvolvimento de formulações com alto valor nutricional a partir da utilização de novas opções de ingredientes. O consumidor está ávido por novidades e isso representa uma enorme janela de oportunidade para a indústria”, diz Muller.
 
Bebidas com alto valor agregado: um potencial a ser explorado
 
Basta uma caminhada no corredor de bebidas em qualquer mercado para notar a maior oferta de produtos com alto valor agregado (leites com elevado teor de proteína, leites zero lactose, bebidas vegetais e opções funcionais ricas em cálcio e vitaminas, por exemplo). Com o aumento do debate acerca da saudabilidade e o surgimento de variados perfis de consumo, as prateleiras foram inundadas com novas opções de produtos.
 
Como reflexo da rápida transformação no mercado consumidor, notou-se a expansão de categorias que até pouco tempo detinham participação limitada no mercado. São o caso dos leites com mais proteína, que registraram crescimento de 350% entre 2015 e 2017, e bebidas vegetais, que no mesmo período tiveram expansão de 57%, segundo dados da Euromonitor que se debruçam sob o mercado brasileiro.
 
Para explorar exemplos reais, levantamos casos ao redor do mundo que ilustram como a indústria de alimentos e bebidas tem se reinventado ao entregar ao consumidor produtos que aliam maior valor nutricional com redução de açúcar e de outros ingredientes considerados nocivos quando em excesso. Confira:
 
BRASIL
 
Sucos Funcionais, Life Mix
 
Linha de sucos que contêm, além dos nutrientes das frutas, nutrientes que complementam a alimentação diária, como vitaminas C e D, ácido fólico, fibras e cálcio. As substâncias auxiliam no funcionamento do intestino e absorção de cálcio, além de fortificar a estrutura óssea e o sistema imunológico.
 
ARGENTINA
 
Pura Frutta Jugo the Manzana Roja
 
Suco 100% que auxilia em funções relacionadas à memória, graças à presença de vitaminas A e B, fósforo e antioxidantes. A formulação também é livre da adição de químicos, açúcar e conservantes.
 
ESTADOS UNIDOS
 
Green-Go Cacttus Water
 
Bebida refrescante e hidratante feita a partir de cacto nopal – fruto de sabor adocicado e rico em minerais como cálcio, magnésio, potássio, ferro e cobre. Sem adição de açúcar e com uma pitada de limão para acentuar o sabor, a bebida apresenta baixíssimo nível calórico.
 
REINO UNIDO
 
What a Melon
 
A equipe responsável pelo desenvolvimento do suco What A Melon buscava uma bebida saudável que não comprometesse a hidratação, o sabor ou outros benefícios funcionais da bebida. Cientes da presença de potássio, licopeno e o aminoácido citrulina na melancia, substâncias que ajudam na recuperação e resistência muscular, o time de desenvolvimento criou a bebida perfeita para consumo pós-treino ou como um refresco de verão.
 
ÁUSTRIA
 
Headstart Focus
 
Com 23% de teor de fruta, a bebida oferece benefícios funcionais que contribuem para a funções neurológicas e para a redução da sensação de fadiga, sem a necessidade de adição de cafeína. É enriquecido com cálcio e vitaminas B6 e B3.
 
CHINA
 
Suco Don Simon Premium com misturas de frutas e vegetais
 
Suco que une sabores tradicionais de frutas - como maçã, laranja e uva – com suco de cenoura para criar um produto composto 100% por suco e rico em vitamina C.
 
<< Voltar